Quinta passada

Mais um dia, mais uma quinta-feira qualquer, mais uma rotina qualquer. Dias de semana realmente me deixa muito para baixo, isso porque estou há um certo tempo vivendo a rotina de trabalhar todos os dias, e eu nunca serei fã de acordar cedo. Como de costume, cheguei atrasado na loja, fiz as coisas que tinha que fazer, atendi várias pessoas e quando me dei conta já era 12:00. Finalmente! Mas me lembrei de que só tinha chegado mais um meio-dia e não o fim do dia, daí fiquei emburrado de novo.
 Cheguei em casa e meu irmão veio com a conversa de ir ao centro para comprar um guarda-roupas, porque o nosso está pedindo socorro. E eu de cara já aceitei ir, porque eu adoro ir para lá. Nem que seja somente para andar, ou para comprar uma coisinha insignificante, mas eu gosto de ir porque me faz bem andar no meio de um monte de gente que você não conhece e olhar para o rosto de cada uma e tentar adivinhar o que ela está pensando.
Chegando lá, já fui direto ao banco, eu tinha algumas contas para pagar e eu odeio filas grandes, e como o centro estava meio vazio, aproveitei e já às paguei para que eu ficasse com a mente mais leve. Compramos nosso guarda-roupa e eu fiquei feliz porque finalmente iria ter um espaço decente para todas as minhas roupas. Logo depois fui encontrar uma amiga que trabalha na Riachuelo, que fica logo em frente à loja que eu estava. Poxa, como eu sentia falta de ver aquela minha amiga todos os dias, nós trabalhávamos juntos e aprontávamos todas, e quando nós separamos, um grande buraco se abriu em meu coração. Tento ver ela sempre que possível, assim me sinto mais aliviado de ter uma amiga que me conhece tão bem por perto.
Eu tinha que ir embora, voltar para trabalhar, e a alegria de ter aquele pequeno momento com uma pessoa tão querida do meu passado, acabou rapidamente. Realmente eu não sabia por que o centro da cidade estava tão vazio, talvez porque era janeiro, e todos estão afundados nas contas a pagar, é talvez fosse por isso.
Conversando com meu irmão, sobre alguém mal vestido na rua, e andando rápido para não perder o ônibus, vi a pessoa que eu menos esperava ver naquela quinta-feira. Eu olhei para ele e ele me olhou, e naquele olho no olho, o meu coração acelerou como num susto. Eu queria falar “oi”, mas a palavra não saiu e nem a boca abriu. Não sei por que tive a sensação que ele sentiu a mesma coisa que eu, porque igual a mim, ele não abriu a boca para falar “oi”, e muito menos mostrou os dentes para esbanjar um sorriso, mas ficou com o rosto sem humor nenhum. Eu com o celular em uma mão e os sentimentos na outra, não tive como não ter a história de uma paixão do passado rebobinada em minha mente.
O assunto com meu irmão acabou, e eu nem mesmo tive a coragem de olhar para trás, com medo de me machucar ou  com medo de que talvez eu estivesse enganado. Sentei no banco do ônibus, ainda com o coração acelerado, como se eu acabasse de ser assaltado ou algo assim, abaixei a cabeça e comecei a relembrar momentos. Momentos como: eu escrevendo a inicial do nome dele em minha mão com uma caneta; eu ansioso pela resposta de um torpedo enviado no meio de uma tarde quente… Juro que naquele momento, sentado dentro do ônibus, vi uma menina olhando para mim, ela tinha olhos verdes, e de repente ela sorriu, daí soube que o nome dela era esperança.
Não tive como deixar de lado a vontade de olhar a tela de notificações do celular de cinco em cinco minutos naquele dia, mas para a minha própria decepção, nunca havia nada lá.
Esperando por uma coisa impossível, que não teve chance no passado e nem teria chance agora, deitei em minha cama, com o celular em uma mão e o coração partido em outra, aprendi que quando o coração bater mais forte em um dia qualquer, para a pessoa errada, se deve ignorar.
Anúncios

44 comentários sobre “Quinta passada

  1. Texto super bem escrito… pude acompanhar toda as nuances de sentimentos vertidas nele. E além do mais, escrever é sempre uma tentativa de compreender nosso interior, ainda que seja uma tentativa frustrante.beijos!

  2. uma amiga uma vez me disse que não é só de amor que se faz uma relação… infelizmente tem muito mais do que isso em jogo… Mas quem sabe em algum tempo a pessoa errada não se torna a certa? Deixa passar, deixa viver. A gente não sabe do amanhã :DLegal o guarda roupas novo!!! ❤ rsPassando para desejar um ótimo dia!Liz<3The Red Lil' Shoes Bloghttp://theredlilshoes.blogspot.com.br/

  3. Que lindo, sabe as vezes não entendemos o porque mais tudo tem uma explicação, hoje nosso coração pode está totalmente quebrado e desiludido, mas no outro dia, a esperança aparece e nos tira do mundo de decepções e duvidas.beijos

  4. Muito bem escrito seu texto, gostei muito. É um pouco ruim essas lembranças, e o nosso coração "acelerado", isso tudo nos faz sentir algumas coisas que as vezes não queremos sentir.@awnstehttp://www.senhoritaliberdade.com

  5. Que amor, Luis! Sei bem como é isso, um dia qualquer, com a mórbida rotina, se torna um dia especial- de um jeito bom ou ruim…- depois de apenas um olhar. Adorei:)http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

  6. Nossa Lu que texto lindo *_* Amei ler e espero mais hein ^^ eu não gosto quando meu coração bate acelerado pq fico o dia todo esperando algo impossível de acontecer :)Bjos :**http://sombraeblushmakeup.blogspot.com.br

  7. Espero que você esteja bem Luis, pois eu já vivi tudo isso que tu está vivendo e não é nada legal. Pois, temos sempre aquela esperança que um dia pode ter uma luz na cabeça daquela pessoa né? Quando na verdade, não terá e o que temos a fazer é seguir em frente sem olhar para trás…Beijos, e uma ótima tarde.www.noivadoedgar.blogspot.com

  8. Lembranças nos perseguirão para sempre,é sempre complicado viver com os sentimentos,conviver se torna impossível,ás vezes o destino nos joga essas pessoas no caminho para nos mostrar que ainda temos algo que precisa ser superado.vestindo-ideias.blogspot.com.br

  9. Que péssimo,como moro em cidade pequena,quando terminei o namoro de quase 4 anos quase sempre acontecia isso.Era uma e outra e nos encontrávamos.Eu tinha os mesmos sentimentos que vc,sempre na esperança de receber um sms ou até mesmo uma ligação.Kiss Kiss ♥www.vemserdiva.blogspot.com.br

  10. Isso aconteceu de verdade?Bom, de qualquer jeito, adorei o final do texto, muito lindo!ps: a parte da menina dos olhos verdes é de Mario Quintana né? haha-xoxohttp://s2juuh.blogspot.com

  11. Não tem como, sempre que encontro o meu ex namorado, meu coração dispara enlouquecido. Faz três meses que a gente terminou, mas pra mim, parece mais que foi ontem. Mas como você mesmo disse, não vale a pena ver os sentimentos se desfalecendo por alguém que não vale a pena. Espero ansiosamente pelo dia em que vou olhá-lo e não sentir mais nada.BeijinhosHipérboles @hiperbolismos

  12. Olá! Fico feliz que tenha curtido meu blog, também adorei o seu. Você traz uma proposta diferente pelo que vi…e li em seus textos. Ótima escrita. Parabéns.Beijos!Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

  13. … Nada expressa o que sinto ao acabar de ler isso. Você não ganhou apenas uma leitora ávida, mas uma fã. Fiquei apaixonada pela forma como você descreve o sentimento X, aquele que maior parte de nós já passou mas não conta por vergonha ou por ser doloroso de mais para lembrar. Retomo o que disse, não há palavras para descrever, ou se quer vai existir, creio eu.mermaidbox

  14. Parabéns pelo texto bem escrito, foi você quem fez? Amei, faz mais! Texto lindo, mais ao mesmo tempo, triste. =(

    Tá rolando concurso lá no meu blog, corra!

    Até, chassy-bomb.blogspot.com.

  15. Adoreei o texto, gostaria de ler mais (: Se foi você quem fez, merece parabéns!
    Beijos, Malu.
    birdsflyiiing.blogspot.com

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s